domingo, 22 de outubro de 2017

Sabedoria é alimento à alma

Sabedoria é alimento para a alma


Um mundo distante da maior distância é a ausência de literatura psicofilosófica, seriam  descobertas empíricas e muitos, muitos traumas psicossomáticos  oriundos de exposição sarcástica e um grande retardamento mental sem medida, caso o contrário.
Dou somente uma olhada em meu passado distante, tudo me transformou em escritor, não com soberba e arrogância, mas com humildade de um servo que eu fui, e um passo atrás do outro me faria resoluto em preencher lacunas brancas das páginas em histórias que eu não sei se te fariam rir ou chorar.
Atento ao parágrafo eu tento não ser tardio para te descrever o que senti não sentindo, o que vivi sem viver, ao largo os acontecimentos eram estritamente reservados a quem tinha reserva, não o temor desmerecido e ausência da palavra para doutrinar.
Comum ou complexo fique perplexo com o que os anos me ensinariam e drásticos acontecimentos nefastos, dúvida, medo, fobia e ausência total de credibilidade compunha um quadro para ser esquecido, não propriamente para ser analisado com o rigor da ciência social.
Um erro atrás do outro, eram outros e mais outros enquanto  só o silêncio me cercava e me dominava, relatar meu Deus o que e para quem?
                Que seja fonte de vida tuas conversas, que você não fuja do teu país, da tua real história por falta de sabedoria e que teu país veja em teu olhar uma alma a ser tocada, lembrada, não propriamente deusalizada, mas valorizada, e que tudo EME tua vida tenha esta razão e amem.


               

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Legado doutrinador regencial

Legado doutrinador regencial



Meus discretos olhares espiam minha alma, tenho guardado profundamente a inspiração de poetas consagrados, e há tempos me deixei dirigir por dogmas regenciais que jamais existiram senão a partir de mim mesmo no mais profundo eu, no mais legítimo ser, mas confesso tenho medo do poder que julgaria não ter, mas mesmo assim não me contenho, é pura emoção nos meus dedos cerebrais que deslizam sobre o teclado do computador vivaz, deixe que viva, ainda mais com razão de conhecimento de causa idealista do comportamento em ação, até estático e o faça dinâmico com dom e racionalização dos fatos científicos, um ato ou outro, longos anos para se interpretá-lo, senão de súbito, e que Deus me permita compreender até a falta de compreensão, e ao avistar o diálogo, que ele seja também oculto para preservar a outra face, os  mistérios, as mistas, as puras que carregam consigo princípios enaltecedores do caráter e da honra,  até quem confunde o legado, cai na vida, dura sina, não mate.

Amor perfeito

Amor perfeito



Devolva-me em abraços a ternura que te emprestei, pague-me juras que o amor tu ainda tens. Sucintos delírios dos beijos que te roubei. Faça canteiros, fofe a terra, às orquídeas selvagens, e os xaxins fazem parte do jardim. O que mais perdura, o tempo te faz esquecer, mas traga sempre no peito, amores perfeitos, que eu também cultivarei, e as rosas, enfastiadas de olhares profundos, e também cravos, bons chamarins, que te lembram dos lírios do campo e de amores perfeitos, sem fim. Autor Reginaldo Afonso Bobato

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Retratos profundos

Retratos Profundos


Não se pode duvidar da vontade de estar informado, de ter tido acesso a boas informações, pois um único quadro deve ser carente de interpretação e ao olhá-lo intensamente somos convidados a reverenciá-lo ou não, conforme buscas a um passado sem fim, e em condições propostas para análises profundas, pois houve contextos envolvidos e haverá, por conseguinte e que chamam à observação oriunda.
Pode se notar então o rigor dos costumes, a pertinência de atitudes saudáveis, a eloqüência dos elos tangentes e envolvimento de tempos em resgate de sentimentos, da história e os patamares para se averiguar a si mesmo no outro, sendo você mesmo sendo o outro, com ciência dos fatos.
Faculta-se averiguar a compostura para a moral e seu raio de difusão, os adereços para a ética, a decência para a lisura, o pudor como lei suprema e a ousadia para a paixão sem dissolver todas as virtudes por ora citadas, e assim viver para sempre cercado de princípios filosóficos de essência com preâmbulo circunscrito num grande alcance de abrangência. Autor Reginaldo Afonso Bobato


terça-feira, 17 de outubro de 2017

Lê e traz

Lê e traz


Decididamente guiado pelas letras, compenetrado direcionadamente pela razão da escrita filosófica, um ato ou outro, longos anos de estudo científico, uma frase o contexto exemplificador, um intento as condições propostas pelo zelo psicossocial, viver ciente dos fatos é a ciência social, o preâmbulo de sábia notação explicita.
Quando você souber, já saberia que antes de tudo, contudo nada que não for previsível, nada que não seja visão da alma, mesmo que estremeça o corpo em inusitadas ações.
As perspectivas serão então condições propostas para análises exeqüíveis e profundas, notadas pela razão do existir pragmaticamente também. Autor Reginaldo Afonso Bobato


segunda-feira, 16 de outubro de 2017

O futuro do presente , e a presença para o futuro.

O futuro do presente, e a presença para o futuro


Doravante, sigo avante saudosamente como deveria ser antes, mas um ímpeto me impulsiona a me condicionar ao presente que é lembrado, que será notório,  significativamente valorizado para quem espera do que ninguém escapa,  senão com o tempo, senão de súbito, e que Deus me dê uma morte honrada, digna.

 Mas mesmo assim devo me lembrar e escutar minha própria consciência, pois constitui  o pensamento que os tempos  são conjugados num instante de reflexão apenas num dedo de prosa, longos contextos a se interpretar, a lei para se conhecer, a dúvida para se dirimir, a ciência técnica para se decifrar, longos e longos anos de preparação para não viver o agora, protelar o amor e a paixão para o futuro, dádivas do racional, condições para não sofrer com razão de discriminação e constrangimento  por falta de capital, e ter real treinamento para aplicá-lo decididamente numa única relação amorosa num quadro social perceptivelmente notado e respeitado. Autor Reginaldo Afonso Bobato

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Vigiais as tuas costas com semblante fraterno

Eu faço uso de psicotrópico com indicação e tratamento psiquiátrico, estou estável. Digo tudo isso para se diminuir o preconceito e a discriminação contra dontes menais.
Eu tenho uma escoliose em S, de aproximadamente oito graus, tenho uma fratura de cervical vértebra número cinco e tenho atrofia no lado direito do corpo, mesmo que me permita correr e andar normalmente, com redução de velocidade.
Portanto, eu não posso ficar em contenção numa cama nem por cinco minutos, quanto mais por duas horas que  os hospitais deixam se caso o paciente se exaltar. Sinto dores se eu nao fizer alongamentos e ficaria agoniado com a contencao na cama.
Esta possibilidade exite, pois os pacientes se misturam, e assim é perigoso ofensa verbal, calúnia e difamaçaõ Por Reginaldo Afonso Bobato