domingo, 10 de dezembro de 2017

A noção de encontros

A noção de encontros



Ao se notar a filosofia, ela existe, e bem podemos observar a grandiosidade da tecnologia, desde os mais rústicos arados até os mais grã-finos casados, chapéus trançados, índios enamorados, grandes deuses emocionados, cosmopolitas encontrados, e na observação da latitude e da longitude, balizas fincadas em firme solo, a deriva da nostalgia, e como jia, sem notar as crias a nascerem sobre o esboço da redenção, a verter sobre o colo, o suor  da mãe de filhos solitários com sem com preceitos e incompreensões, e a natureza parece saber muito sobre as induções, a noite chega e silencia grandes populações, o dia aparece, as portas entreabertas cumprem seu papel, ainda bem, produzem com prodígio até o entardecer, e no funil de cordial notação, espaços há à referencia educacional.


Consciência que absorve e absolve

Consciência  que absorve e absolve


As circunstâncias do erro me levam a pensar em quantos estavam errados ao redor, que influenciaram pesadamente, mesmo que este círculo seja longínquo, e quantos em atos parecidos estavam aparentemente corretos ao praticar estes atos parecidos, e que levaram a cabo de influência propriamente dita, e ao se questionar a noção do erro os avisos eram nenhum, além de haver calúnia e difamação que levariam a atos pecaminosos e insanos,   antes da claudicação, posto que depois da concepção que o  ato efetuado é um   ato doloso se transforma em  martírio , sofrimento  e arrependimento tardio,  enquanto que com atos parecidos e com noção da verdade as pessoas simplesmente vão vivendo realizadas e felizes, pois tiveram concepção destes atos em comum acordo,  e a grande discrepância ao se aceitar o que aparentemente era um erro , mas que não era em vias de fato, e ao se notar um único ato, quantos sentimentos doentes e desconfianças podem estar  ocultos com inconsciente  alienação convicta, ao passo que quanta sabedoria deveria ser revelada para que a pessoa a instigasse no seu subconsciente com o pauta e pedido de realização meramente emocional e que levariam a um insólito equilíbrio e júris causa e este objeto de causa e reintegrar à consciência as razões do veredicto e que não foram estudadas a contento pelo afetado, quer seja a diferença burlesca  num ato e outro para que novas gerações não repitam, como resultado de leitura profunda e cura profilática por antecipação para se evitar o constrangimento psicológico e até legal. Autor Reginaldo Afonso Bobato



                

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Vivaz como uma máquina

Vivaz como uma máquina



Os intentos dos pensamentos nem sempre condizem com o que a pessoa diz, se os sentimentos não são aflorados, mesmo que uma soma de fatos deve ser considerada para legitimação da palavra, e a  realidade deve ser objeto de observação profunda, de forma a enaltecer a conversação sem aparente importância, e o desfecho de causa deve se ater a importância contextual desta articulação, e a concepção atribuir às ações resultantes um intuito maior de cura, e não de afetação psicopatológica com ofensas, ameaças, calúnias, instigações e induções perniciosas , como se estas ocorrências fossem inofensivas, mas causam sérios danos psicológicos e nulidades diversas, inclusive psicossociais, e nem sempre se vê a sabedoria e a inteligência em meio a um burburinho.
As condições para tudo isso engloba, mesmo aparentando acontecimentos simples, fatos complexos, que remonta à moral, ética e aos bons costumes, que  mesmo estando na boca de muitos, torna-se difícil seu zelo, pois para isso é preciso coragem mais do que ousadia para relatar a verdade, e ter ciência que é a verdade, de fato.
Os aspectos fazem menção à correlação com episódios insanos, se revelados causam vergonha e constrangimento, mas há critérios para isso, caso contrário gera escárnio e até molestamentos, mesmo que muitos podem vir a cabo por terceiros como resultado desta afetação, posto que todos queremos ser heróis, nem vítimas, nem agressores, o que converge assim um antro de mentiras, sobretudo para se angariar um matrimônio institucionalizado e se manter firme nele, longe da astúcia e da ingenuidade, sendo acessível a informações úteis, mesmo que sejam tecnológicas, e ignorem um pouco a afetividade envolvida, visto que este quadro social também merece valorização e reconhecimento, desde que não deixe a guarda descoberta.


A fé é a ré?


A fé é a ré?



Tenho certeza que o Diabo tem muita fé e acredita em Deus. Autor Reginaldo Afonso Bobato

Uma casa crê e dita?

Uma casa crê  dita?



Há quem faça calos nos joelhos de tanto  rezar,  mas não acredita em Deus. Autor Reginaldo Afonso Bobato

A luz divina vem do sol

A luz divina vem sol



Ama e mama é um bebê, e sua cama deve ter uma boa fama, viver com uma boa dama, e compartilhar um bom drama, que não trama, não engana, não difamam Autor Reginaldo Afonso Bobato.



quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Vivaz como uma máquina

Vivaz como uma máquina



Os intentos dos pensamentos nem sempre condizem com o que a pessoa diz, se os sentimentos não são aflorados, mesmo que uma soma de fatos deve ser considerada para legitimação da palavra, e a  realidade deve ser objeto de observação profunda, de forma a enaltecer a conversação sem aparente importância, e o desfecho de causa deve se ater a importância contextual desta articulação, e a concepção atribuir às ações resultantes um intuito maior de cura, e não de afetação psicopatológica com ofensas, ameaças, calúnias, instigações e induções perniciosas , como se estas ocorrências fossem inofensivas, mas causam sérios danos psicológicos e nulidades diversas, inclusive psicossociais, e nem sempre se vê a sabedoria e a inteligência em meio a um burburinho.
As condições para tudo isso engloba, mesmo aparentando acontecimentos simples, fatos complexos, que remonta à moral, ética e aos bons costumes, que  mesmo estando na boca de muitos, torna-se difícil seu zelo, pois para isso é preciso coragem mais do que ousadia para relatar a verdade, e ter ciência que é a verdade, de fato.
Os aspectos fazem menção à correlação com episódios insanos, se revelados causam vergonha e constrangimento, mas há critérios para isso, caso contrário gera escárnio e até molestamentos, mesmo que muitos podem vir a cabo por terceiros como resultado desta afetação, posto que todos queremos ser heróis, nem vítimas, nem agressores, o que converge assim um antro de mentiras, sobretudo para se angariar um matrimônio institucionalizado e se manter firme nele, longe da astúcia e da ingenuidade, sendo acessível a informações úteis, mesmo que sejam tecnológicas, e ignorem um pouco a afetividade envolvida, visto que este quadro social também merece valorização e reconhecimento, desde que não deixe a guarda descoberta.