domingo, 16 de julho de 2017

Literatura casta.

Literatura casta


Ah se antes dos trinta anos  eu  soubesse que a filosofia existia profundamente e quais seus efeitos no comportamento em ação...
E u seria tantos e tantos outros a mais e não seria instaurada a estupidez que existia em mim sem eu saber...
Cedo ou tarde os parâmetros revelariam  o que eu não sei se eu fui atrás da sabedoria, ou a sabedoria veio atrás de mim, mas é notório o que eu descobriria o que foi enlace mortal num único ato, e a compreender os fatos, eu estava sozinho no meio de muitos, e um instante a divagar eu teria que me posiciona perplexo ao que muitos pensam e não fazem, fazem e não pensam.

Parece simples, mas a compleição de minha idade mental não era condizente a minha idade cronológica, eu tinha bem menos idade propriamente dita, e quando eu realmente comecei a escrever viria a fazer junção das duas idades e enxergar realmente o que eu perdi para vencer, e o resultado de tudo fora quase toda uma vida devotada à literatura em longos e longos anos de solidão, mas de compreensão. Autor Reginaldo Afonso Bobato
www.worldartfriends.com