domingo, 25 de junho de 2017

E o dó e vença, convença

É o dó e vença, convença


Por favor, não me difamem mais, eu não sou homossexual, nem ativo, nem passivo, e se eu fosse eu te contaria sem medo e pudor,  mesmo que eu tenha sofrido traumas, mas eu  eu não sou de fato, tenho na verdade ojeriza pelo ato, , o que eu sou é casto, eu não tenho desejos por homens, seja lá qual for sua faixa etária.
Hoje em dia, dizer que se é homossexual pode parecer fácil em razão ao combate à homofobia que existe em todos os meios de comunicação, senão reza o silêncio enquanto muitos ficam traumatizados com esta prática que eu considero insana, mas que é tratável remediável e curável pela psicologia, mesmo que seja complexa e constrangedora.
Mesmo heterossexuais que defendem esta prática, se fizermos uma análise profunda neles, veremos que são homo fóbicos, e esta é uma das razões pelas quais não são homossexuais, posto que receberam orientações heterossexuais ao longo de seu desenvolvimento físico, psíquico, intelectual, moral, cívico, religioso  e ético.
É claro que é repudiada a prática violenta contra homossexuais, mas reiterar que todo ser humano tem o direito de ter acesso a verdade contextual que isenta a todos de molestamentos, prostituição e atos libidinosos como o sexo oral que considero violentos também, são violências sutis contra a figura da pessoa humana que fariam o homem mais forte de todos entrar em colapso nervoso. Autor Reginaldo Afonso Bobato