sábado, 20 de maio de 2017

Segredo revelado é fá e zera

Segredo revelado é fá e zera

Num dia, dia que é dia, dia que é noite, dia que adia, que não judia...
É jus e era o dia?
Vou te contar um segredo que não é degredo da psique, nem do corpo.
 Vou-te dizer que era razão incomum o prefácio da união conjugal, do lado de lá ou de cá sem compreender muito, estive no meio, quase nunca, sempre nunca, mas com vontade inexorável de estender e entender um único ato matrimonial.
O que dizer sem antes estar escrito?
O que  escrever sem antes fazer?
O que fazer então?
Autor Reginaldo Afonso Bobato