quarta-feira, 10 de maio de 2017

Preso ao passado reza pelo presente

Preso ao passado reza pelo presente



Cultuam os antigos, continuam a perseguir, judiar e matar aos novos. Autor Reginaldo Afonso Bobato