quarta-feira, 17 de maio de 2017

Olho no olho, cabeça ao chão

Olho no olho, cabeça ao chão



Estou desempregado a muito tempo, mas não sem trabalhar, algo eu faço em minha residência além de escrever, e o negocio é trabalhar,, mas não se matar de tanto trabalhar, eu até que procurei num círculo considerável este serviço, mas já tem gente que trabalha com isso a muito tempo e que faz este trabalho pra gente, esta foi a resposta que recebi. Por Reginaldo Afonso Bobato