sexta-feira, 21 de abril de 2017

Bem diga!

Bem diga!


Como nunca quis, quisera saber, paro, penso e reflito uma frase, um livro que ainda não estão escritos, talvez há tempo vividos nos cantos do acaso e do abandono, que sirva como alerta, é comum por ser complexo o que fora uma redundante simplicidade...
E ainda mais, são solícitas reações para se instaurar a compreensão, faria comparações, por que não eu, o que será, estou eu comedidamente limitado pela falta de ambição, e talvez esta seja a resposta e que venha com comoção, é outro lado ou o fundamento da questão, me diga onde estão as razões?  Autor Reginaldo Afonso Bobato