segunda-feira, 20 de março de 2017

Gota d’água do poço

Gota d’água do poço


O poder das posses e do poço sabe que posso não me privo da beber desta água pura e cristalina, mas também sei que é um poço, o fundo do poço poderia te diria que este é o poder das posses, dos possessivos e dos adjetivos derivados proeminentes, mas quase pejorativos, até sem sentido,  fiquei sentido,  que pode se intercalar na tua vida, olho pra o fundo do poço, existe um fundo profundo, as paredes são íngremes,lisas, posso então imaginar como é difícil sair do fundo do poço, poderia até dizer que posso, olho meu semblante na flor d’água, respiro fundo, imagino. Autor Reginaldo Afonso Bobato