sábado, 18 de fevereiro de 2017

Palavras livres

Palavras livres

Descrevo sensações de liberdade pela literatura que me prende, me fascina, me solta porque minha mente se vê livre de meu corpo, sou eu mesmo vencendo a mim mesmo, que vem sendo eu no outro, compreendendo que entre verdades ocultas vou sobrevivendo sem enxergar na plenitude do que me faria um homem livre, eu me repreendo, a vida é esta, e é natural ser assim, mais do que normal, insisto em ser assim, `às vezes até longe  por estar tão perto, como se fossem avisos de meticulosa sapiência, compraz-me    histórias vividas, mas marcadas para serem lembradas sem constrangimento, omissão ou lástimas, nem traumas, que convergem menções honrosas de respeito e pudor. Autor Reginaldo Afonso Bobato