segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Fogo de chão

Fogo de chão


Com um só  ponto e uma  só virgula anulo uma sentença, faço uma oração, emendo as frases, liberto-me pela ocasião da regência e concordo em pessoa e número   que  mais adiante as ilusões não me deixam e o amor e paixão são  reflexos de seus cabelos louros  e de seus olhares azuis profundos e de seus lábios rosados que tremem, que temem e  que marcaram minha vida em egrégias notações, senti sua presença, sua falta, menciono seu valor,  sinto-te, te procuro, almejo, percebo que você existe, donzela, mulher, sincera, cordial, fogo da paixão. Autor Reginaldo Afonso Bobato