domingo, 4 de dezembro de 2016

A face rosada do beijo proibido

A face rosada do beijo proibido


Se eu soubesse tudo o que sei hoje eu teria me arrebentado de fazer calos nas mãos somente para ficar do teu lado, esta é a verdadeira coragem, fugir antes de ser ameaçado e coagido, viver para sempre com valorização que cumpre os preceitos dogmáticos de uma terna simplicidade mais complexa que o mais temido tribunal de inquirição.

Outro dia, ímpeto ansioso da razão de existir, seus olhos azuis compreenderiam minha dor, meu tempo, minha angústia, e ninguém ousaria duvidar deste amor, desta paixão que me dominaria, um êxtase envolvendo minhas atitudes, a eloquência de uma oratória eu encontraria em teus beijos e abraços que nunca é muito pouco para ter percepção que ninguém em absoluto substituiria alma viva, corpo que me aqueceria num tenebroso frio de um inverno rigoroso.Autor Reginaldo Afonso Bobato