sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Sabedoria é alimento para a alma

Sabedoria é alimento para a alma Um mundo distante da maior distância é a ausência de literatura psicofilosófica, seriam descobertas empíricas e muitos, muitos traumas psicossomáticos oriundos de exposição sarcástica e um grande retardamento mental sem medida, caso o contrário. Dou somente uma olhada em meu passado distante, tudo me transformou em escritor, não com soberba e arrogância, mas com humildade de um servo que eu fui, e um passo atrás do outro me faria resoluto em preencher lacunas brancas das páginas em histórias que eu não sei se te fariam rir ou chorar. Atento ao parágrafo eu tento não ser tardio para te descrever o que senti não sentindo, o que vivi sem viver, ao largo os acontecimentos eram estritamente reservados a quem tinha reserva, não o temor desmerecido e ausência da palavra para doutrinar. Comum ou complexo fique perplexo com o que os anos me ensinariam e drásticos acontecimentos nefastos, dúvida, medo, fobia e ausência total de credibilidade compunha um quadro para ser esquecido, não propriamente para ser analisado com o rigor da ciência social. Um erro atrás do outro, eram outros e mais outros enquanto só o silêncio me cercava e me dominava, relatar meu Deus o que e para quem? Que seja fonte de vida tuas conversas, que você não fuja do teu país, da tua real história por falta de sabedoria e que teu país veja em teu olhar uma alma a ser tocada, lembrada, não propriamente deusalizada, mas valorizada, e que tudo EME tua vida tenha esta razão e amem. Autor Reginaldo Afonso Bobato