domingo, 23 de outubro de 2016

Oração do pássaro gigante

Ave Maria eu rezava, você lá não estava, soprava o vento e a vela apagava, luz no final do túnel clareava a madrugada e o padre pregava: Paz entre as nações, sejam louvados os santos, não crucifiquem os beatos, purifiquem a tua alma, tenham calma e salva de palmas e vivam as aves. Autor Reginaldo Afonso Bobato