terça-feira, 6 de setembro de 2016

Rei é um Rei mas pode não ter a resistência técnica-tática-operacional que tem um soldado



Rei é um Rei mas pode não ter a resistência técnica-tática-operacional que tem um soldado






Se eu fosse um sargento, você iria querer saber por que não sou um tenente.
Se eu fosse um tenente você iria querer saber por que não sou um vereador.
Se eu fosse um Rei você iria querer saber por que não sou Deus.
É meramente simples compreender e complexo ao mesmo tempo para valorizarmos mais o que somos e o que temos, e tua concepção, você já parou pra pensar porque não somos propriamente mendigos?
          Note que a visão, para tê-la e preciso estudo, e quem enxergaria por você?
          Valores filosóficos que se adquirem com o tempo, senão com talento que se mostra lento na maioria às vezes e que são tributos de direitos autorais.
          O que pode chamar a tua atenção porque a grande diferenciação, como por exemplo, de um soldado com um sargento.
          Um soldado obedece as ordens de um terceiro sargento, e um sargento tem reflexo, dinamismo, coordenação, é desinibido para instruir, é coerente para interpretar os ofícios redigidos pelos oficiais tenentes, tem força e destreza, preparo físico, civismo, moral, ética e segue a luz das estrelas. Por tudo isso, os soldados obedecem prontamente, e desde cedo aprendem que comando errado não se executa, e por isso que os comandantes supremos precisam ter oratória convincentes para que todos os praças não caiam na prostituição, na luxúria, não cometam atos lascivos e libidinosos, tenham compostura com os civis, e tudo isso, se for seguido a seu tempo, poupa todos, em grau maior, e as leis marciais são cumpridas e respeitadas sem mesmo todos terem ciência delas, profundamente.
          Por favor, note que uma pessoa mesmo tendo curso magistrais podem não ter a desenvoltura e habilidade que tem um soldado, para ser soldado é preciso treinamento técnico-tático-operacioanal  e deveriam ter continuidade nestes treinamentos em longos anos, receberem um bom soldo e se fixarem no seio da tropa até se aposentarem, eu defendo a existência de profissionalismo nas casernas, e a aumento gradativo de valorização com a condecorações e sensível melhora nos soldos com estas condecorações, para aumentar a moral das tropas. Autor Reginaldo Afonso Bobato