sexta-feira, 9 de setembro de 2016

A lei tem em vinte e quatro horas, é preciso revogar algumas senão o leite azedará

Defendo uma jornada de seis horas por dia ou por noite com um breve descanso p o almoço ou para janta, em três turnos para dar oportunidade a outros trabalhadores e trabalhadoras, numa plausível distribuição de renda e emprego. Duas horas de almoço só dá em fofoca ee intrigas, quinze minutos é o suficientes. A economia produzirá mais se reduzirmos a jornada, os impostos e os encargos trabalhistas, e se se a economia produzir maiss, a economia aumentará a receita de impostos, mesmo que o valor dos impostos sejam reduzidos, é preciso criar mecanismos eficazes para a geração de mais empregos e rendas, com incentivos fiscais à empresas, com dinamismo industrial, agrícola e comercial  Autor Reginaldo Afonso Bobato