terça-feira, 30 de agosto de 2016

Promessas de vidas




Promessas de vidas


O que me chama a reflexão é até o que eu fui sem ser, sendo em via de fato sem ser propriamente dito, e ao notar a mim mesmo no outro buscamos outras vidas que não são propriamente nossas, e por vezes, empedernidos no tempo tentando compreender, repetirão tua história que te fez mudar sua trajetória, num eu só e solitário, e que você faz questão que caia num completo esmaecimento e esquecimento.
A vigiar o que é teu sem demora em longos anos que se passaram assim para conseguir e manter estas conquistas, tudo ou tolos, astutos, coerentes ou não, você quis cumprir o aviso de meticulosa sapiência que não estava ao alcance da filosofia, na época, simplesmente ainda não existiam palavras nem ações para se conceber atos resultantes.
Tenha concepção ao que você pensa, toda dúvida que existe te faria frágil em razão da sua eloquente pergunta.
Viver é pensar, poder é poder pensar, glória é a boa fama, da boa que gama, da boa cama, da boa dama, e o valor destas e outras conquistas para se manter esta e outras conquistas.
Viver por um instante a mais reluta tua visão que muitos teriam como tardia.
A febre do medo, a angústia, o temor, vertigens de um passado que você nunca quis repetir no exato momento que passou, passou e passou.Autor Reginaldo Afonso Bobato

segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Alguns livros escritos por mim e registrados na Fundação biblioteca nacional do Rio de Janeiro



96 e 97 – Literal profilaxia psicossocial
98 e 99 – Alicerce filosofal
100   101 e 102 – Digníssima filosofia
103 E 104 – certificados digitalizados
105 e 106 – Philosophia! Relatos intimamente imediatos
109 e 110 – Esculápio regencial
111 1 112 - Majestosas dádivas virtuosíssimas filosóficas
113 e 114 – A riqueza dos sustentáculos  princi9pescos principiantes
115 e 116 – Certificados de direitos autorais e contratos com a editora Corpos assinados
117 e 118 – Cortejo literal
119 e 120 -  Erudição dos encantos
121 e 12 2– âmago, o despertar da consciência
123 E 124 – Portal dos anjos
125 e 126 – Cartas ao paraíso
127 e 128 – Construção filosofal
129 e 130 – Da alvorada ao crepúsculo
131 e 132 –Revoada
133 e 134 – Lúcidos
134 e 136 – Resgates do inferno
137 e 138 – Desígnios da Real erudição apoteótica
139 e 140 Enigmáticos presságios imediatos  psicofilosóficos
141 e 142 – Clarividência apoteótica
Autor Reginaldo Afonso Bobato





sábado, 27 de agosto de 2016

ouro é couro é o louro e o mouro.



ouro é couro é o louro e o mouro.



Há razões para não se confiar totalmente no ouro, por causa da cobiça, no ferro, pois enferruja com o tempo, no diamante porque brilha demais e  pode ofuscar nossa visão, no aço porque é duro de mais, em mim mesmo e em você mesmo porque poderíamos e porque não ter um pouco ou em demasia tudo isso e um pouco mais.Autor Reginaldo Afonso Bobato

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Reginaldo Afonso Bobato: Psicofilosofia, a ciência do futuro! Do futuro?

Reginaldo Afonso Bobato: Psicofilosofia, a ciência do futuro! Do futuro?: Psicofilosófia, a ciência do futuro como profilática, do futuro? O oculto se revela... Quem foge de seus mais profund...

Psicofilosofia, a ciência do futuro! Do futuro?



Psicofilosófia, a ciência do futuro como profilática, do futuro?







O oculto se revela...
Quem foge de seus mais profundos sentimentos, o amor, ódio, medo, angústia, aflição, ansiedade,  a paixão, a inveja, a cobiça e sentimentos vis.
As condições para análise se parecem simples num quadro que se mostra visível, mas é mais profundo  do que se imagina, pois pelo amor, pode se encobrir outros sentimentos,e a pessoa segue avante insistindo no erro e no dolo, muitas vezes sem  notá-lo em si mesmo, pois pode amar um e odiar outro, ir a busca de balanceamento e continuar insistindo em prejudicar outrem em segredo e em conluios.
Estas averiguações são notadas com rigor numa simples conversação, que foge de controle de quem está a falar ou agir, e pensa e age assim sem refletir e acaba mentindo para si mesmo, e ao espectro do analista vem a verdade e  os sentimentos profundos e verdadeiros são revelados, não propriamente para constranger o analisado e investigado, mas para lhe proferir a verdade contextual para impedir e diminuir a afetação psicopatológica  que ninguém enxerga, a não ser um aguçado terapeuta.
É importante frisar  que qualquer assunto pode ser proposto numa discussão psicoterápica, desde a ciência social propriamente dita a assuntos restritos de família,e assuntos de família sempre vão em evidência, desde uma conversão que pareça salutar a febris traições, intrigas e aversões, induções e instigações ao erro, induções ao coito, taxações medíocres, o íntimo em questão e o que você está deixando de fazer ou fazendo para ocorrer insultos, agressões verbais.
O objeto de tratamento é complexo, a pessoa pode dizer uma verdade e proferir cem mentiras, e estes episódios exigem minúcias, e é sabido o que é o erro e o dolo que se parece com a retidão, o que buscamos de fato que não magoe a quem nos ama e nos quer bem, quais as inseguranças para se ter tanto ciúmes, qual é a razão, o que você vê que não põe votos de confiança em quem você ama, quais teus erros do passado que te levam a agir desta forma, tua conduta hoje, qual reflexão, até que ponto o passado está agindo em você sem controle, e deve surtir como efeito as dissertação do psicoterapeuta para mostrar e apresentar a você as verdades e as mentiras para que você possa transformar o meio que você vive com mais sanidade e dedicação, zelo e determinação, sem indolência, ociosidade psíquica e física, sem ostracismo, egoísmo, indelicadeza, hipocrisia, falta de afeto, de carinho, de valorização, falta de meiguice, excesso de soberba, de vaidade e o que mais existe no fundo da alma que você esconde até de si mesmo. Autor Reginaldo Afonso Bobato






sábado, 13 de agosto de 2016

Sombra de minha alma

Confira o Tweet de @Reginaldoafons3: https://twitter.com/Reginaldoafons3/status/764553450332061696?s=09

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

Filosofia do fundamentalismo da essência psicofilosófica da real existência

Filosofia do fundamentalismo da essência psicofilosófica da real existência


O dinheiro é fundamento se é e for bem aplicado, até a filosofia, é e tem que ser fundamento se for vivida, ensinada e difundida, nem que seja com paradoxos e contradições, atesta a cabo que  se não serve pra um pode servir para um trilhão  de pessoas.
Fi