quarta-feira, 25 de maio de 2016

Proteção exígua da alma



Proteção exígua da alma



Solícitas reações dos sentidos, se o viver é uma dúvida, que te faça levar a busca da verdade antes mesmos dos desfechos trágicos das mentiras, se as vidas são drásticas verdades se convença que seriam drásticas para você também, então não se deixe influenciar pelo meio, sede fiel a princípios éticos e morais, conclua quase nenhum segredo é guardado, entre cochichos mortais tua história não somente é revelada, mas distorcida, além de você não conhecê-la na sua essência nem para você mesmo.
Outros tantos outros agiam em tua vida com propósitos excludentes, sem você perceber, não caia mais, não agrida teu subconsciente, preserve-se com o rigor que exige os bons costumes. Autor Reginaldo Afonso Bobato