terça-feira, 12 de abril de 2016

Reguarde-se, use guarda chuva ou capa, quem dá e mente?



Resguarde-se, use guarda chuva  ou capa, quem dá e mente?



É o vento que traz a chuva, é com o vento que ela vem, e que cai sobre o solo, deixe que chova ( chupa e vai aos tribunais a favor do perjúrio, da injúria e da difamação, e porque um ato tão inocente causa tanto transtorno na vida do ser humano?)
Porque é um ato frívolo praticado por prostitutas antes de cometerem o coito, e mesmo que guarde todo sigilo do mundo, as informações vazam tudo pelas costas do homem, e o que era para ser uma delícia é sua derrocada psicossocial derradeira, corre julgamentos em segredo e em conluios que o homem afetado é impotente, covarde, insano, rebelde, transviado, imaturo, nojento, asqueroso, mau caráter, libidinoso, perverso, irresponsável, inescrupuloso, demente. Impotente, e o homem mais forte e viril de  todos pode cair em profunda depressão e instaurar transtorno mental, estes atos são os quase últimos da psicossomática psicológica para alegria de inimigos íntimos que caíram no seu esquecimento, todos em conluios de sublevação dirão, (mesmo que ele tenha dotes, poder, fama e glória, dinheiro, riquezas infindáveis), que não representava promessas psicossociais como a constituição matrimonial e a manutenção deste ideal, que depois da vida e da liberdade é o maior de todos, e procurando por si mesmo num antro de intrigas, ódio, traição e aversão, enquanto seus inimigos íntimos dão risadas de escárnio e zombaria e até descobrir a verdade contextual corre o risco de perder tudo, sua liberdade e até sua vida.
          Se você é mulher proteja teu corpo, quem olhar para você com malícia está tentando gostar de si mesmo, e um homem tem que ter brio, honradez, bom senso, escrúpulos, e há aqueles que precisam provar o tempo todo que são másculos e viris, e atraem sobre si olhares de reprovação, portanto contenha-se, preserve-se, seja puro de coração e respeite tua esposa, é para ela que você tem que direcionar a libido, imagina uma bela donzela te insultando, imagine mais ainda, contando para todo mundo teus segredos mais íntimos, tuas inseguranças e tua perversão, onde você vai parar, meu Deus. autor Reginaldo Afonso Bobato