quinta-feira, 14 de abril de 2016

Longe do ninho



Para eu me aposentar aqui no Brasil, terei que rastejar outra vez, querem fazer uma avaliação fisioterápica de meia hora para ver se minha coluna irá doer, eu tenho desvio de coluna em S de oito graus, eu aguento uma corrida de cem metros e não sinto dor alguma, o que eu não aguento mais é fazer as longas marchas que um garçom faz até o final do expediente durante seis dias da semana, o teste que me fizeram uma vez foi erguer um peso até certa altura, não me explicaram que eu teria que fazer longas marchas, visto que tenho uma paralisia cerebral no lado direito do corpo, o que força ainda mais a coluna vertebral e bate com os pés fortemente ao chão para alimentar o ego de alguns que não eram visionários sob hipótese alguma autor Reginaldo Afonso Bobato